segunda-feira, 17 de junho de 2019

Chão | CRÍTICA (8º Olhar de Cinema)


Comumente demonizados pela elite do atraso e por uma classe média delirante que se utiliza de dados jornalísticos pouco imparciais para justificar seu preconceito, os integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra vem, há quase quarenta anos, reivindicando a Reforma Agrária no território brasileiro, ainda que, por vezes, tenham que agir por vias mais radicais do que ao polido costume social. Bloqueiam rodovias, ocupam os tantos hectares de fazendas de magnatas ligados a grandes corporações e/ou inseridos na política, mas também estimulam a alfabetização e a produção de alimentos orgânicos logo quando aqueles que chegam às mesas da maioria da população tendem a ser cada vez mais agrointoxicados.

sábado, 15 de junho de 2019

Seguir Filmando | CRÍTICA (8º Olhar de Cinema)


Desde que as câmeras passaram a estar nas mãos de gente comum disposta a retratar seu cotidiano, o documentário mudou sua perspectiva de abordagem apesar, muitas vezes, do amadorismo evidente na imagem. Não é de hoje também que tais pessoas decidiram fazer a diferença em momentos históricos e conseguiram capturar em fotogramas acontecimentos que não se repetem outra vez ou ainda, com tanto material acumulado, acaba proporcionando um precioso registro que não se vê nas rotineiras e breves passagens jornalísticas, vide o exemplo do ótimo Cinco Câmeras Quebradas e toda a problemática envolta da Faixa de Gaza.

quinta-feira, 13 de junho de 2019

MIB: Homens de Preto - Internacional | CRÍTICA


Não que seja uma franquia de fãs devotos como se vê acontecer no meio do entretenimento, mas Homens de Preto deixou sua marca na infância e juventude de muitos por aí na segunda metade da década de 1990. O desejo de ter um estiloso Ray-Ban igual aos dos agentes, os efeitos visuais convincentes das criaturas divertidas e horripilantes, a alta de uma leva de filmes sobre alienígenas e Will Smith em seu crescente estrelato, além da produção executiva de Steven Spielberg e da direção irreverente de Barry Sonnenfeld (dois dois A Família Addams), sustentavam uma divertida trama aventuresca e com um toque de terror para todas as idades.

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Indianara | CRÍTICA (8º Olhar de Cinema)


Engana-se quem pensa que política se faz de dois em dois anos – qualquer ato em si já se faz um gesto político quando é preciso defender e, muitas vezes, gritar por uma causa. Mulher trans com passado na prostituição nas ruas, Indianara hoje é reconhecida por ser uma forte ativista no Rio de Janeiro pela causa LGBT e por se tornar uma madrinha para muitas e muitos abrigados na chamada Casa Nem. 

De Novo Outra Vez | CRÍTICA (8º Olhar de Cinema)


O que define ser mãe em pleno século XIX quando há muito a fazer e conquistar antes mesmo de aderir à maternidade? Dados estatísticos à parte, para a diretora argentina Romina Paula, foi preciso sair de Córdoba acompanhada de seu pequeno filho Ramón para revisitar sua mãe, amigas e todas as memórias que, juntas e projetadas até mesmo na parede, resultam no reflexivo De Novo Outra Vez.


terça-feira, 11 de junho de 2019

Tel Aviv Em Chamas | CRÍTICA (8º Olhar de Cinema)


A julgar apenas por seu título, Tel Aviv Em Chamas (Tel Aviv On Fire, no original) dá a entender que seu conteúdo pode se tratar de (mais) um documentário acerca dos conflitos intermináveis de Israel com Palestina ou ainda, à moda blockbuster, uma ficção com um final verdadeiramente catastrófico. Por incrível que pareça, a produção dirigida por Sameh Zoabi se inclina mais para a segunda alternativa, porém de uma forma jocosa ao retratar os bastidores de uma popular série de TV da forma mais clássica o possível.