quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Listão dos Trailers – Novembro/2016


Doutor Estranho e Animais Fantásticos e Onde Habitam foram as grandes estreias do mês e excederam nossas expectativas, divertindo o público e abrindo os sorrisos dos cofres dos seus estúdios. Novembro também foi muito bom para o Plano Extra, que está prestes a assoprar as velas de dois anos de atividades, conquistando sua segunda melhor marca no número de acessos.

Se você está lendo esse listão, curta a nossa página no Facebook e siga-nos pelo Twitter, pois grandes novidades estão a caminho, assim como esta seleção de prévias de bons lançamentos no cinema.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Come Together | Wes Anderson lança curta-metragem natalino


O Natal se aproxima e, com ele, a temporada de ver promissores filmes na telona ou, quem sabe, ficar em casa curtindo os costumes do Advento sem se esquecer dos clássicos filmes com o tema. Embora lançamentos de filmes sejam inéditos, o diretor Wes Anderson lançou no último domingo (27) um curta que não se esquece dos preparativos da melhor festa de final de ano.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Elis | CRÍTICA


Depois do sucesso estrondoso de Dois Filhos de Francisco, lançado há onze anos, recorrer a cinebiografias de artistas musicais passou a ser visto como algo cada vez mais lucrativo para a Globo Filmes, além de finalmente provar que o cinema brasileiro pode satisfazer o gosto popular. Até um momento, a fórmula parecia certeira e outros artistas ganharam suas devidas "homenagens" fílmicas de lá pra cá, embora adaptações estendidas para a TV sempre estiveram nos planos da Globo e seus encaixes para a programação de final e início de ano. Se dramatizar a carreira de Elis Regina parecia um argumento para transgredir o modelo das biopics nacionais, infelizmente, o novo não veio para o filme dirigido por Hugo Prata.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

A Chegada | CRÍTICA


Ver um filme dirigido por Denis Villeneuve passou a ser referência de uma ótima experiência cinematográfica tendo em vista o igualmente ótimo senso imagético do diretor canadense e sua habilidade de conduzir narrativas aplicando o suspense com uma sutileza rara ao evitar artifícios sensacionalistas. O anúncio de que A Chegada, seu primeiro passo na ficção-científica, seria lançado por um grande estúdio dava a entender que a obra ficaria refém das convenções típicas de um blockbuster do gênero, mas Villeneuve mostra, novamente, porque é um dos diretores autorais mais proeminentes da última década.


quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Animais Fantásticos e Onde Habitam | CRÍTICA


Se fôssemos nos guiar pelos cartazes de Harry Potter e As Relíquias da Morte: Parte 2, nossa longa jornada cinematográfica pelo universo criado por J.K. Rowling terminaria em julho de 2011, numa árdua e comovente despedida que só mesmo um Vira-Tempo poderia remediar. Naquela ocasião, a autora parecia satisfeita com seu fenômeno literário, mas, mesmo tendo lançado pares de diferentes romances adultos, cedo ou tarde seu retorno ao Mundo Mágico era mais do que iminente. Estreando como roteirista em Animais Fantásticos e Onde Habitam, Rowling demonstra novamente seu dom de encantar o público com personagens carismáticos e uma história rica em detalhes que, com suas metáforas, não deixam de evocar questões contemporâneas.

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Sing | Conheça os dubladores brasileiros da animação


A Universal Pictures pede a atenção da plateia no palco principal para fazer o anúncio do time de dubladores que emprestarão suas vozes para as personagens de Sing – Quem Canta Seus Males Espanta, trazendo cantoras e atores de sucesso nacional. 

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Quando o Dia Chegar | CRÍTICA


O discurso ufanista do presidente J.F. Kennedy e a famigerada corrida espacial muito provavelmente influenciaram uma geração de garotos crescidos na década de 1960, procurando um modelo para se espelhar enquanto suas casas e escolas insistiam na nada-amigável educação passível de castigos físicos. Sonhar em ser astronauta quando crescer era, então, um anseio de liberdade do qual dificilmente alcançariam, embora nada seja impossível para a imaginação. Em sua retratação da perda da inocência, Quando o Dia Chegar não se esquece de repreender os abusos que deixam marcas para o resto da vida.

Pequeno Segredo | CRÍTICA


O plano de abertura de Pequeno Segredo revela a imensidão do mar, um cenário mais do que conhecido da família Schurmann, conhecida por fazer voltas pelo mundo através dos oceanos há décadas. Mas, diferente do esperado, no caso, mais um documentário sobre as jornadas marítimas dos catarinenses, desta vez David Schurmann enxerga no livro assinado pela própria mãe um material comovente o bastante para se lançar de vez na dramaturgia cinematográfica, mas é em sua execução, tão presa ao lugar-comum da linguagem audiovisual, que o filme se mostra aquém de alcançar a marca de um divisor de águas no cinema brasileiro.


sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Doutor Estranho | CRÍTICA


Quando a Marvel Studios decidiu interligar seus filmes rompendo com as convencionais estruturas de trilogias de jornadas isoladas, mal sabia que, de certa forma, isso iria alterar a realidade do cinema contemporâneo e principalmente do seu mercado editorial. Heróis como Homem de Ferro, Guardiões da Galáxia e até o Homem-Formiga são muito mais populares hoje do que há décadas graças a uma fórmula pronta de sucesso para seus filmes com visuais bonitos e atmosfera agradável. Agora, com Doutor Estranho, tanto o estúdio como o personagem se encontram em uma nova, formidável e promissora realidade para seu universo cinematográfico.


Animais Fantásticos e Onde Habitam | Ouça a trilha sonora completa


A duas semanas da estreia de um dos filme mais aguardados do ano, a WaterTower Music liberou na íntegra a trilha sonora de Animais Fantásticos e Onde Habitam, composta por James Newton Howard, responsável pelas trilhas de Malévola, Batman Begins e Jogos Vorazes.

O álbum está previsto para ser lançado no dia 18 de novembro, dia do lançamento mundial do filme, nos formatos digital e físico. 

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

A Luz Entre Oceanos | CRÍTICA


Com Namorados Para Sempre e O Lugar Onde Tudo Termina, Derek Cianfrance provou que sabe conduzir boas histórias em torno de um casal apaixonado capaz de fazer o impossível, apesar das adversidades no processo ou como consequência. Sem Ryan Gosling, protagonista nos dois filmes anteriores, o diretor encontra nos plenamente talentosos Michael Fassbender e Alicia Vikander a chance de contar uma história romântica à moda antiga que fascina por sua magnitude e beleza que vai além do sentimental.