segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Listão dos Trailers – Novembro/2015


Final do ano é momento para se descontrair! É tempo de esquecer o quão ardiloso foi 2015, apesar dos ótimos filmes e séries que vimos, e aumentar nossa lista (infinita) de filmes a ver nas férias e nos primeiros meses do ano novo.

A seleção é longa, mas não é enfadonha. Assistam e boa diversão!

domingo, 29 de novembro de 2015

O Presente | CRÍTICA


O Presente (The Gift) pode ser daqueles filmes que você acaba assistindo meio sem querer, sem expectativas maiores sabendo apenas que se trata de um thriller e pode ser um bom passatempo. E a verdade é que, sim, ele merece uma chance principalmente para admirar o trabalho de Joel Edgerton (Aliança do CrimeO Grande Gatsby) que, pela primeira vez, também está atrás das câmeras. Só cuidado para não esperar muito.


quarta-feira, 25 de novembro de 2015

A Visita | CRÍTICA



O diretor M. Night Shyamalan foi uma das grandes revelações do suspense na virada do século, tendo em mãos um currículo que encerrou essa boa fase em 2004, com A Vila. Depois disso, Shyamalan apresentou uma série de filmes que caíram no desagrado dos fãs e da crítica que tanto o superestimaram desde o início. Habilidoso no gênero ou não, o diretor de O Sexto Sentido rebusca no cinema amador de A Visita um meio de voltar a boa forma.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Os Dez Mandamentos da TV Record será adaptada como filme para cinema [ATUALIZADO]


Mesmo com diversas adaptações cinematográficas, que vão desde o clássico de Cecil B. DeMille com Charlton Heston, passando pela animação de 1998 da Dreamworks e o recente épico bíblico dirigido por Ridley Scott, a passagem do Êxodo, livro da Bíblia que relata os feitios de Moisés, parece ser grande sucesso de público.

Agora, com roteiro baseado na novela de Vivian de Oliveira, Os Dez Mandamentos, grande sucesso da Rede Record, será adaptado para os cinemas brasileiros, com a trama focada na parte histórica da Bíblia e cenas e final inéditos.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Malala | CRÍTICA


Ainda sou uma garota comum, mas se eu tivesse pais comuns, estaria agora com dois filhos.” Yousafzai, Malala.

A história da ativista paquistanesa que comoveu o mundo em 2012 ao ser baleada na cabeça pelo Talibã dentro de seu transporte escolar, é contada através do documentário Malala (He named me Malala) dirigido por Davis Guggenheim.


quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Como Sobreviver A Um Ataque Zumbi | CRÍTICA



Entre tantas modas (ou apostas) que o mercado literário ou cinematográfico lança para o público teen, parece que os zumbis ficarão por um longo tempo vagando pelo gosto popular, deixando de ser apenas um elemento de filmes de terror. Hoje, na verdade, tornou-se divertido acompanhar as jornadas de heróis em formação, cujo maior desafio é derrotar as massas de mortos-vivos sempre com recursos (e até estratégias) escassos. Enquanto a premissa básica entre títulos segue praticamente intacta e as metáforas variam timidamente, Como Sobreviver A Um Ataque Zumbi preocupa-se mais na diversão e no resgate das comédias com os hormônios a flor da pele.


quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Aliança do Crime | CRÍTICA


Seja em Nova York, Chicago ou Boston, os irlandeses sempre disputaram contra os carcamanos para obter mais território e assim controlar várias partes de suas cidades, garantindo maior lucro no tráfico de drogas e até em outros tipos de subornos. O cinema hollywoodiano, obviamente, não iria deixar passar as trágicas histórias envolvendo os chefões do crime, sejam elas reais ou não, e gerar bons dramas dignos de premiações. Em Aliança do Crime (Black Mass), pretensão não falta, mas se esquece de lidar com as consequências de suas ações.

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

007 Contra Spectre | CRÍTICA


Não é mentira que a era de ouro da espionagem se foi há muito tempo, mas no cinema o subgênero (por assim dizer...) vingou e se modificou com o passar dos anos e, não por menos, 2015 apresentou uma série de filmes com espiões para todos os tipos e gostos. A chegada de Daniel Craig no papel do agente 007 em Casino Royale trouxe ao icônico personagem criado por Ian Fleming uma camada a mais de frieza e brutalidade somada a tradicional elegância e habilidades do personagem, mas sua "licença para matar" lhe traria um alto preço: estar sozinho e cercado pela morte. Em 007 Contra Spectre, o lado pessoal fala mais alto quando salvar o mundo se torna uma coisa obsoleta.